Você não está atrasado: você é mal-educado!

Você não está atrasado: você é mal-educado!

Corre, esbarra, empurra, não olha, ignora, xinga.

No trânsito, na calçada, no metrô, no trabalho, na vida. Buziiiiiiiiiina.

Parece que você não está atrasado hoje, mas sim todo dia. A culpa não é sua: é do sistema, do seu chefe, da sua empresa, do transporte, da noite de sono mal dormida por causa do vizinho, do barulho da rua, da sua rotina.

Mas não, você não está atrasado: você é mal-educado. Os ponteiros do relógio não são responsáveis por sua falta de tato social, ou da educação que você oferece para o mundo.

O seu desrespeito e falta de cidadania fazem parte de quem você é. Mesmo quando você não está atrasado, você age da mesma forma – a única diferença é que, sob pressão, os seus defeitos ficam ainda mais nítidos.

Ninguém está imune, nem mesmo este que vos fala.

Embora na semana passada eu tenha cutucado um rapaz com fones de ouvido que praticamente atropelou uma senhora ao entrar no ônibus, me vi esbarrando sem querer em uma menina que andava tranquilamente pelas esteiras do metrô em plena segunda 9h da manhã.

É difícil, uma luta constante. Mas é preferível que esta luta seja sua consigo mesmo do que com o mundo, porque na verdade você não tem controle sobre o mundo. E nunca terá. Mesmo se chegar ao trabalho no horário que deveria.

Faça alguns exercícios: tente ser tranquilo, prestar atenção, ser educado com os outros. Ao andar pela calçada, não olhe só para o celular ou para frente, tem coisas muito legais em volta.

Tente também acordar mais cedo, fazer as coisas com mais calma. É difícil acordar, e você está cansado. Eu entendo, porque eu também estou. Todos estão.

E pare de pensar que foi o ônibus que atrasou 15min: foi você que contou com o ovo no cu da galinha. O trânsito é imprevisível, então se programe para chegar antes, não em cima da hora.

E quando você perceber que está saindo dos trilhos de novo assuma o erro, e volte a andar nele. Os nossos pais e avós eram sábios: errar é humano, persistir no erro que é burrice.