Eu disse SIM! <3

Eu disse SIM! <3

Se no ano passado alguém me contasse quem eu sou hoje, eu começaria a rir.

Não porque eu não quisesse, mas porque eu achava impossível. Afinal, como poderia alguém se interessar por um workaholic defeituoso e cheio de manias estranhas como eu?

No final do ano passado me conformei de que eu jamais teria a vida que as pessoas imaginavam para si. Abracei a minha solidão, dei um longo beijo de despedida na minha vida social e foquei nas únicas coisas que me faziam feliz: minhas amizades, meu trabalho e meu videogame. Não necessariamente nesta ordem.

No carnaval um dos meus melhores amigos me chamou para ir a uma balada que eu detesto. Não porque é ruim, mas porque me sinto um peixe fora d’água (ainda mais do que o normal). Aquele povo todo sem camisa, dançando música eletrônica de óculos escuros… bem, não é a minha praia. Mas fui, pois não tinha nada a perder.

Quem poderia imaginar que neste dia eu encontraria um barítono-modelista-farmacêutico sentado na pista, capaz de me fazer reavaliar tudo que eu achava de mim mesmo e a maneira que eu interagia com o mundo. Da maneira mais despretensiosa e sincera que poderia haver, ele se tornou meu confidente, meu melhor amigo, meu amado amante.

E hoje, ao reavaliar nossa trajetória juntos, eu não faria nada de diferente. Conseguimos respeitar o tempo e a distância que havia entre nós, que foram cruciais para curarmos antigas feridas dos dois lados, além de possibilitar para ambos um planejamento tanto racional quanto emocional dos próximos passos na nossa relação.

Hoje eu sou um cara feliz, como eu jamais achei que poderia ser. Tenho ao meu lado uma pessoa incrível, que me proporciona um relacionamento estável e orgânico: todas coisas acontecem sozinhas, quando nossos corações e cabeças entram em sincronia.

O que começou com um flerte na balada virou um namoro incrível, que evoluiu para um “morar junto” pela primeira vez. Então eu não tive nem o que pensar: eu disse sim pro Dante <3

“Eu disse sim pro mundo
Eu disse sim pro sonhos
E pra tudo que eu não previa
Sim pro inexplicável
Eu disse sim, eu caso
Eu disse sim pra tudo que eu podia
E eu podia mais do que eu sabia”