525 mil, 600 minutos e uma União Estável

525 mil, 600 minutos e uma União Estável

Quem olha de fora pode pensar que é “loucura” ou “rápido demais”. Mas quanto tempo você precisa realmente ficar ao lado de alguém para decidir se é para a vida inteira?

Talvez 1 minuto?

Quem sabe 30 minutos?

E que tal 525 mil e 600 minutos?

Parece um número grande, mas esta é a quantidade de minutos que existem em 1 ano. Tanto faz a medida que você use: dias, sonhos, beijos ou coca-colas. Quando é pra ser, você não mede em tempo… mede em amor. Para quem assistiu “Rent“, isso tudo soa muito familiar. E eu realmente estou usando o enredo como pano de fundo, por que ele se encaixa direitinho.

Exatamente 525 mil e 600 minutos atrás eu conheci um cara que mudaria a minha vida. Se eu soubesse que isso aconteceria, talvez sentisse medo. Se eu me privasse de momentos bons, talvez não teríamos decidido morar juntos. Talvez se eu não tivesse dividido minhas coca-colas, não teríamos comprado alianças de ouro.

aliancaMas isso não é tudo: 525 mil e 600 mitos após o primeiro encontro, decidimos que era hora de assinar nossa União Estável. Porque estamos em uma união, ela é estável e, principalmente, porque faz sentido. Não é apenas uma forma de mostrar a nós mesmos a seriedade dos nossos sentimentos, mas também de formalizar burocraticamente perante a sociedade que sim, somos um casal e merecemos ser judicialmente encarados assim. Com todos os direitos de qualquer outro casal.

Nada aconteceu do dia para a noite. Fui pedido em casamento em Minas Gerais, no Rio de Janeiro, em São Paulo. Em casa, na rua, durante um jantar. Andando de bike, de patins e despretensiosamente. Em todas as oportunidades, e a resposta foi sempre sim.

Pois mesmo que o amor seja uma montanha russa, eu finalmente encontrei alguém que me deu coragem para soltar as mãos da barra de segurança para curtir tudo que ela tem para me oferecer. Cada curva é uma emoção, uma diversão, e eu estou… amando!