Guia de Sobrevivência a um Ataque Zombie

Imagine que um dia você chegue em casa, sente confortavelmente no sofá e ao mudar de canal para assistir o noticiário do dia, se depare com um Willian Bonner descabelado, com o olhar esbugalhado pela mais angustiosa tensão berrando ensandecido para a telinha:

SALVEM SUAS VIDAS!!! O FIM DO MUNDO CHEGOU! SALVEM SUAS VIDAS!!!

Eis um guia de como sobreviver a estes tempos difíceis:

1- Mortos vivos são burros

Zombies e mortos-vivos não possuem raciocínio lógico e agem somente por instinto. Porém, esse mesmo instinto os deixam sorrateiros. Use este conhecimento a seu favor e pense claramente em estratégias de fuga, levando em conta possiveis planos B e C. Tenha sempre à mão um kit com água, comida (preferencialmente em lata), medicações, fita adesiva, rádio a pilha, primeiros socorros, produtos de higiene e lanternas.

2- Abrigos são o mais importante

Por mais que seja divertido explodir a cabeça dos mortos-vivos com uma espingarda que você não se lembra onde pegou, é importante ter um “porto seguro”. A regra é básica: lugares altos, com várias rotas de fuga, e com fartura de alimentos. Supermercados e shoppings são ótimos, mas difíceis de monitorar por sua extensão. Prédios são péssimas idéias, por só terem uma rota de fuga. O ideal é buscar uma casa, preferencialmente de dois ou mais andares, mas não se esqueça de assaltar um supermercado antes!

3- Ela não é a sua mãe!

Depois de infectado ou revivido, aquele não é mais o seu parente, nem seu namorado, nem seu amigo de infância: é só um monstro que quer comer a sua carne enquanto você grita. Mate sem dó, atirando na cabeça ou mesmo cortando a cabeça com um facão. Não importa como você vai fazê-lo, mas mire sempre na cabeça.

4- Não perca seus companheiros

Viver num mundo zombificado é quase impossível sozinho. Não se esqueça dos colegas humanos que fizer no caminho e cuide deles, pois eles também cuidarão de você. Entretanto, evite grupos em que uma pessoa acha que é a líder: ela sempre pedirá para você fazer algo que vai te matar.

5- Divirta-se quando e o quanto puder

Uma boa forma de se divertir – e também se algum amigo foi zombieficado – é dançar. Zombies não dançam, eles não tem tal destreza. Outra coisa é imporante é o sexo: como os humanos são cada vez mais escassos, o ideal é você não perder oportunidades. aliás, é uma ótima hora para você liberar aquele lado bissexual perdido desde a faculdade.

6- A melhor arma é… ter armas!

Busque por munições, armas, facas, foices, canhões, tanques de guerra. Tenha sempre armas de fogo prontas, mas deixe facões sempre à mão. Nunca se sabe quando a munição pode acabar. Lembre-se: tapas e socos não matam quem já está morto!

BOA SORTE, E QUE A FORÇA ESTEJA COM VOCÊS!