Microconto: “Irmãos”

Microconto: “Irmãos”

Eles vieram da mesma barriga, fruto do amor entre o mesmo pai e a mesma mãe. Porém, mesmo com um DNA tão similar, eles eram completamente diferentes em suas essências.

bebesO primeiro era rancoroso e emotivo, mas detestava que lhe apontassem emoções. Sua raiva consigo mesmo emanava por seus poros, afim de atingir quem lhe demonstrasse afeto incondicional. Ela heterossexual e adorava carros.

O segundo tinha pavio curto e era frio, mas detestava que lhe tachassem como um ser sem emoções. Sua aparente conformidade com o que estava errado no mundo fazia com que ele explodisse vez ou outra. Era gay e adorava videogames.

Eles eram irmãos, mas não se sentiam assim. Sentiam os laços de sangue, mas suas diferenças criavam abismos em sua convivência. Até que, um dia, uma briga aparentemente pequena facilitou o inevitável: eles descobriram que a vida era mais fácil sem o outro para julgar.

E assim permaneceram por anos. Há tanto que não se falam, que já se consideram oficialmente estranhos.