Microconto: “Só um gole…”

Microconto: “Só um gole…”

bebidaSua vida tinha chegado ao fim – mas alguém esqueceu de avisá-la.

Seus parentes sumiram, assim como suas esperanças, anos atrás. Ele se tornara invisível ao mundo, exceto a si mesmo. Sentia dores e fome, ao ponto de não saber dintinguir mais o que era realidade, e o que era pesadelo.

Queria morrer, mas não tinha coragem de se matar. Decidiu, então, usar toda sua força para dar mais um gole, no intuito de ser aquele o assassino que ele tanto esperava. Ao sentir o gosto do álcool, fechou os olhos e relaxou por alguns instantes.

Ele podia ser alguém, mas era apenas um morador de rua.